Nada de controles remotos, gestos ou comandos de voz. Se depender de uma equipe de pesquisadores norte-americanos, nenhuma interface vai ficar no caminho entre a sua vontade e os seus dispositivos eletrônicos.

Um sensor descrito em uma edição recente da Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas) permite ao usuário enviar ordens a equipamentos por meio de um simples sinal de pensamento, e de uma forma tão discreta que até parece mágica. Em vez de grandes capacetes cobertos de eletrodos, tudo o que o dono do equipamento precisa usar é uma pequena tatuagem colada à orelha.

O acessório é, na verdade, uma versão menor dos conhecidos sistemas de eletroencefalograma, que registram as correntes elétricas emitidas pelo cérebro. A diferença é que, agora, os pesquisadores conseguiram criar um sensor tão pequeno que ele mal pode ser visto – inclusive pelo usuário.

Os adesivos permanecem presos à pele por até duas semanas. Podem ser usados durante a prática de exercícios físicos, na hora de dormir e até mesmo no banho. O adesivo só começa a se desprender da pele quando o processo natural de eliminação de células mortas descola a camada em que ele está fixado.

thingz.com.br