No universo dos drones, veículos autônomos que seguem a pessoa que possui um sensor não são mais novidade, mas uma startup do Vale do Silício espera ter algo único ao lançar um modelo híbrido que também é à prova d’água.

Batizada de Lily Camera, a expectativa é que a novidade comece a ser vendida no início de 2016.

“É uma câmera voadora que você pode literalmente jogar no ar e ela começará a filmar você e segui-lo onde você for”, disse Henry Bradlow, CTO da Lily, durante demonstração em um parque em São Francisco.

O segredo está em um pequeno dispositivo de GPS, que pode ser levado no bolso ou preso ao pulso do usuário. Uma vez ligado, Lily vai seguí-lo aonde for, sempre mantendo seu dono dentro do enquadramento da câmera.

Sensores dentro do GPS também indicam se o usuário está pulando ou caindo, manobrando a altura e a velocidade de Lily. A máquina chega a voar 15 metros acima do solo, atingindo até 40 km/h. Para se manter no ar, Lily utiliza uma série de dispositivos que incluem um medidor de aceleração, um giroscópio, um sensor magnético e até uma câmera que se mantém sempre virada para o chão.

O produto final ainda não está pronto para chegar ao mercado, mas já pode ser adquirido em pré-venda pelo site da empresa, custando 499 dólares (cerca de 1,5 mil reais). O preço para quem comprar Lily após o lançamento será de 999 dólares (3 mil reais).

Lily ainda não tem data para chegar às lojas.

thingz.com.br thingz.com.br thingz.com.br thingz.com.brthingz.com.brthingz.com.brthingz.com.brthingz.com.brthingz.com.br